Bolsonaro visita a CIA - o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços no combate aos crimes transnacionais.

MAIS NOTÍCIAS

O presidente Jair Bolsonaro foi na manhã de ontem (18), à Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) para uma visita de cortesia.
Ele foi recebido pela diretora da agência, Gina Haspel. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços com a CIA no combate aos crimes transnacionais. “Foi uma visita de cortesia para, a partir daí, estabelecer esse foco de cooperação na área do crime organizado, dos crimes transnacionais e, eventualmente, os acordos na área de inteligência”, disse o porta-voz.  A visita não entrou na agenda oficial e a imprensa não foi avisada.  Rêgo Barros afirmou que a visita foi decidida pelo presidente no avião, rumo a Washington, capital do país. Presidente @jairbolsonaro chega aos EUA para primeira visita oficial ao país. O objetivo é promover uma agenda positiva entre os dois países. Na terça (19), está previsto encontro com o presidente Donald Trum…

Erupções solares detonaram um campo minado na Guerra do Vietnã.

Em 4 de agosto de 1972, a tripulação de um avião da Força-Tarefa US 77, voando perto de um campo de minas naval, perto de Hon La, observou de 20 a 25 explosões em cerca de 30 segundos. Eles também testemunharam um adicional de 25 a 30 manchas de lama nas águas próximas.

Minas marítimas foram implantadas alí durante a Operação Pocket Money, contra os principais portos norte-vietnamitas, mas não havia razão óbvia para que as minas tivessem detonado. 

Imagem relacionada

Erupções solares

No início de agosto de 1972 atividades solares mais intensas foram registradas.
Uma região de manchas solares, denotada por MR 11976, desencadeou uma série de intensas explosões solares (explosões energéticas de radiação eletromagnética), ejeções de massa coronal (erupções de plasma solar que normalmente acompanham as chamas) e nuvens de partículas carregadas viajando próximas da velocidade da luz. .


A teoria solar

Investigadores concluíram que as explosões foram o resultado da tempestade solar que acionou sensores magnéticos nas minas que haviam sido preparadas para detectarem a passagem de navios de metal.

Segundo os pesquisadores, este evento levou a grandes mudanças dentro da Marinha, que rapidamente pesquisou alternativas para as minas com sensor magnético que seriam mais resistentes aos efeitos solares. No entanto, a história nunca chegou até a comunidade de pesquisa sobre clima espacial.

Agora, segundo os pesquisadores, este evento ilustra o desafio moderno de descobrir como tempestades como essa (ou as mais poderosas) afetariam a infraestrutura moderna. E ainda não está claro, eles escreveram, que características da tempestade a tornaram tão intensa. Foi a velocidade do surto? Os múltiplos flares? O ambiente magnético ao redor da Terra no momento?

Ainda não está claro, eles escreveram, o que uma poderosa tempestade solar poderia fazer aos satélites ou quão comum ela era. 





Como foi a sua experiência com a leitura? Boa ou ruim? Faça críticas e deixe suas dicas nos comentários abaixo para melhorarmos o Site. 
Até a próxima!



Comentários