Bolsonaro visita a CIA - o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços no combate aos crimes transnacionais.

MAIS NOTÍCIAS

O presidente Jair Bolsonaro foi na manhã de ontem (18), à Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) para uma visita de cortesia.
Ele foi recebido pela diretora da agência, Gina Haspel. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços com a CIA no combate aos crimes transnacionais. “Foi uma visita de cortesia para, a partir daí, estabelecer esse foco de cooperação na área do crime organizado, dos crimes transnacionais e, eventualmente, os acordos na área de inteligência”, disse o porta-voz.  A visita não entrou na agenda oficial e a imprensa não foi avisada.  Rêgo Barros afirmou que a visita foi decidida pelo presidente no avião, rumo a Washington, capital do país. Presidente @jairbolsonaro chega aos EUA para primeira visita oficial ao país. O objetivo é promover uma agenda positiva entre os dois países. Na terça (19), está previsto encontro com o presidente Donald Trum…

Jair Bolsonaro pretende abrir a "caixa preta" do BNDES na primeira semana de governo.

Jair Bolsonaro reafirmou hoje:
“O BNDES, da minha parte, nós vamos abrir todo o sigilo para vocês, sem exceção. É o dinheiro do povo e nós temos que saber onde está sendo usado. 
Na primeira semana já é possível, até para dar matéria para vocês se preocuparem com outra coisa a não com o presidente.”
O BNDES recebeu aportes do tesouro de mais de meio trilhão de reais desde 2008. 
Mais de R$ 300 bilhões desse dinheiro é subsídio que a União vai ter de pagar até 2060. 
Parte desse dinheiro envolve negociações sigilosas, inclusive com países como Cuba, e empreiteiras como a Odebrecht, que está envolvida em esquemas de corrupção.

Bolsonaro ainda não afirmou sobre quem ficará na presidência do banco.

Comentários