Bolsonaro visita a CIA - o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços no combate aos crimes transnacionais.

MAIS NOTÍCIAS

O presidente Jair Bolsonaro foi na manhã de ontem (18), à Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) para uma visita de cortesia.
Ele foi recebido pela diretora da agência, Gina Haspel. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços com a CIA no combate aos crimes transnacionais. “Foi uma visita de cortesia para, a partir daí, estabelecer esse foco de cooperação na área do crime organizado, dos crimes transnacionais e, eventualmente, os acordos na área de inteligência”, disse o porta-voz.  A visita não entrou na agenda oficial e a imprensa não foi avisada.  Rêgo Barros afirmou que a visita foi decidida pelo presidente no avião, rumo a Washington, capital do país. Presidente @jairbolsonaro chega aos EUA para primeira visita oficial ao país. O objetivo é promover uma agenda positiva entre os dois países. Na terça (19), está previsto encontro com o presidente Donald Trum…

Lançamento da missão Exoplaneta foi anunciado

O Satélite Cheops (Characterising Exoplanet Satellite), está com previsão de ser lançado de 15 de outubro a 14 de novembro de 2019.


Crédito: ESA

Cheops decolará em um foguete Soyuz operado pela Arianespace a partirda Europa em Kourou, compartilhando o trajeto ao espaço com um satélite que faz parte da constelação Cosmo-SkyMed italiana. Os dois satélites se separarão, por sua vez, em suas próprias órbitas logo após a subida, com Quéops operando em uma órbita baixa da Terra a uma altitude de 700 km.

O satélite observará estrelas brilhantes individuais que são conhecidas por abrigarem exoplanetas, em particular aqueles na faixa de tamanho da Terra para Netuno. 
Cheops saberá exatamente quando e onde apontar para pegar o exoplaneta enquanto transita pelo disco de sua estrela hospedeira. Sua capacidade de observar múltiplos trânsitos de cada planeta permitirá aos cientistas obter as assinaturas de trânsito de alta precisão que são necessárias para medir os tamanhos dos pequenos planetas.

A combinação dos tamanhos precisos determinados por Quéops, com massas determinadas a partir de outras medições será usada para estabelecer a densidade aparente dos planetas, colocando restrições em sua composição; estes, juntamente com informações sobre as estrelas hospedeiras e as órbitas do planeta, fornecerão informações importantes sobre a formação e a história evolutiva dos planetas na faixa de tamanho da super-Terra a Netuno.

O satélite, que completou recentemente sua campanha de testes ambientais no centro técnico da ESA na Holanda, está atualmente na Airbus Defense and Space, na Espanha, para realizar os testes finais, antes de ser declarado apto para o lançamento no início de 2019.

Para envolver e inspirar diferentes públicos com esta emocionante missão, Cheops carregará duas placas gravadas com milhares de desenhos miniaturizados feitos por crianças em idade escolar, enquanto a foguete terá um design colorido que foi selecionado em uma competição pública destinada a artistas gráficos no início deste ano .

A imagem acima foi a vencedora da competição - Winning design. Credit: ESA/D. Vrenko








Fonte: ESA


Comentários