RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

Cápsula com césio-137 é encontrada em ferro velho de Arapiraca, no estado de Alagoas


Há 31 anos, um acidente em Goiânia com o mesmo material provocou o maior acidente radioativo do Brasil, quando quatro pessoas morreram e cerca de 250 foram contaminadas.

Material foi encontrado em um ferro-velho e não foi violado Foto: Secom/Prefeitura de Arapiraca


A cápsula de Césio-137, utilizada em equipamentos de Raio-X, foi encontrada em um ferro-velho nesta terça-feira (22) na cidade de Arapiraca, distante 136 Km de Maceió, capital de Alagoas. O material é uma substância radioativa e perigosa para a saúde quando removida de dentro da cápsula.

O material foi recolhido pela vigilância sanitária da Prefeitura de Arapiraca após uma denúncia anônima. O dono do ferro-velho entregou o objeto imediatamente quando foi informado dos riscos em manusear a cápsula -que não foi aberta.
O proprietário do ferro-velho informou que a cápsula foi retirada de um equipamento de mamografia, mas não informou como conseguiu o objeto.

"Se a empresa que fez o descarte incorreto for identificada, poderá responder criminalmente pelo fato de ter colocado a comunidade em risco", alertou a Prefeitura.

No Brasil, o lixo radioativo similar ao encontrado é guardado por até 300 anos em locais determinados pela CNEM (Comissão Nacional de Energia Nuclear).

As autoridades querem saber quem é o responsável pelo descarte da cápsula encontrada em Arapiraca. Quem tiver alguma informação deve fazer a denúncia para a Vigilância Sanitária de Arapiraca pelo telefone (82) 3530-3302 das 8h às 14h.