Bolsonaro visita a CIA - o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços no combate aos crimes transnacionais.

MAIS NOTÍCIAS

O presidente Jair Bolsonaro foi na manhã de ontem (18), à Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) para uma visita de cortesia.
Ele foi recebido pela diretora da agência, Gina Haspel. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços com a CIA no combate aos crimes transnacionais. “Foi uma visita de cortesia para, a partir daí, estabelecer esse foco de cooperação na área do crime organizado, dos crimes transnacionais e, eventualmente, os acordos na área de inteligência”, disse o porta-voz.  A visita não entrou na agenda oficial e a imprensa não foi avisada.  Rêgo Barros afirmou que a visita foi decidida pelo presidente no avião, rumo a Washington, capital do país. Presidente @jairbolsonaro chega aos EUA para primeira visita oficial ao país. O objetivo é promover uma agenda positiva entre os dois países. Na terça (19), está previsto encontro com o presidente Donald Trum…

Astrônoma descobre a mais antiga e fria anã branca com múltiplos anéis de poeira.


Nesta ilustração, um asteróide (parte inferior esquerda) se rompe sob a poderosa gravidade do LSPM J0207 + 3331, a anã branca mais antiga e fria conhecida por estar cercada por um anel de detritos empoeirados. Os cientistas acreditam que o sinal infravermelho do sistema é melhor explicado por dois anéis distintos compostos de poeira fornecida por asteróides em ruínas.
Crédito: Goddard Space Flight Center da NASA / Scott Wiessinger

Um cientista que trabalha com o projeto Backyard Worlds: Planet 9, liderado pela NASA, Melina Thévenot, encontrou a anã branca mais antiga e mais fria conhecida, uma remanescente do tamanho da Terra, de uma estrela parecida com o Sol, que morreu e está cercada por poeira e detritos.
Os astrônomos suspeitam que esta possa ser a primeira anã branca conhecida com múltiplos anéis de poeira.

A estrela, LSPM J0207 + 3331 ou J0207, está localizada a cerca de 145 anos-luz de distância, na constelação de Capricornus. 
As anãs brancas esfriam lentamente à medida que envelhecem, e os cálculos mostram que o J0207 tem cerca de 3 bilhões de anos, com base em uma temperatura de pouco mais de 10.800 graus Fahrenheit (5.800 graus Celsius). 

Os cientistas que trabalham no Backyard Worlds: Planet 9 examinam os “flipbooks” de imagens do Wide-field Infrared Survey Explorer da NASA. Esta animação mostra um flipbook contendo a anã branca LSPM J0207 + 3331 com anel circular.
Crédito: Backyard Worlds: Planet 9 / Centro de Voos Espaciais Goddard da NASA

Um forte sinal infravermelho captado pela missão Wide-field Infrared Survey Explorer da NASA - que mapeou todo o céu em luz infravermelha - sugeriu a presença de poeira, fazendo de J0207 a anã branca mais antiga e mais fria com poeira ainda conhecida. Anteriormente, discos de poeira e anéis só foram observados ao redor de anãs brancas com cerca de um terço da idade de J0207.

A poeira nos discos e anéis em torno de anãs brancas é fornecida pela quebra de asteroides pela poderosa gravidade das estrelas. 

No caso de J0207, o anel pode ser até mesmo vários anéis, um anel fino no ponto em que as marés da estrela quebram os asteroides e um anel mais largo mais próximo da anã branca. Acompanhamento de futuras missões como o Telescópio Espacial James Webb, da Nasa, pode ajudar os astrônomos a separar partes constituintes do anel.

Os cientistas que trabalham no Backyard Worlds: Planet 9 examinam os “flipbooks” de imagens do Wide-field Infrared Survey Explorer da NASA. Esta animação aumenta o zoom na anã branca LSPM J0207 + 3331 (destacada).
Crédito: Backyard Worlds: Planet 9 / Centro de Voos Espaciais Goddard da NASA


Comentários