Bolsonaro visita a CIA - o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços no combate aos crimes transnacionais.

MAIS NOTÍCIAS

O presidente Jair Bolsonaro foi na manhã de ontem (18), à Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) para uma visita de cortesia.
Ele foi recebido pela diretora da agência, Gina Haspel. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, o encontro sinalizou a disposição do governo brasileiro em estreitar laços com a CIA no combate aos crimes transnacionais. “Foi uma visita de cortesia para, a partir daí, estabelecer esse foco de cooperação na área do crime organizado, dos crimes transnacionais e, eventualmente, os acordos na área de inteligência”, disse o porta-voz.  A visita não entrou na agenda oficial e a imprensa não foi avisada.  Rêgo Barros afirmou que a visita foi decidida pelo presidente no avião, rumo a Washington, capital do país. Presidente @jairbolsonaro chega aos EUA para primeira visita oficial ao país. O objetivo é promover uma agenda positiva entre os dois países. Na terça (19), está previsto encontro com o presidente Donald Trum…

Mais de 60 diplomatas saíram da reunião da ONU, em Genebra, durante a fala do representante de Nícolas Maduro.



Mais de 60 diplomatas saíram da reunião do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra, durante a fala do representante de Maduro, Jorge Arreaza. 

A ação foi previamente coordenada pelos países do chamado Grupo de Lima, que reconheceram o presidente do Parlamento venezuelano, Juan Guaidó, como presidente encarregado da Venezuela até a realização das eleições.

Assista:

Fontes:  Gabriel Bastidas@Gbastidas (Periodista venezolano) e El Pitazo

Comentários