Número de mortos em Moçambique pode ultrapassar 1.000, mais de 15.000 pessoas estão desaparecidas após destruição massiva do Ciclone Tropical "Idai".

MAIS NOTÍCIAS

Milhares de pessoas ainda precisam ser resgatadas após um ciclone devastador atingir os países da África Austral. Espera-se que o número de mortos atinja pelo menos 1.000 pessoas, com uma estimativa de 15.000 pessoas ainda desaparecidas. Os sobreviventes estão enfrentando uma crise humanitária, com os sistemas de água e saneamento fortemente danificados pela tempestade.

Milhares de pessoas estão fazendo uma viagem sinistra até à cidade da Beira, em Moçambique, que, embora fortemente danificada, é agora um centro de esforços de salvamento. Alguns caminhavam por estradas esculpidas pelas águas revoltas, enquanto outros eram transportados por pescadores locais. Helicópteros saíram à chuva para mais um dia de esforços para encontrar pessoas agarradas a telhados e árvores. O número confirmado de mortes no Zimbábue, vizinho de Moçambique e Maláui, superou 500 na quinta-feira, com centenas mais temidas em áreas totalmente submersas pelo ciclone Idai. Aqueles que chegam à Beira …

Ninho do Urubu é interditado pela Prefeitura do Rio de Janeiro.


Foto: GloboEsporte
O Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, foi interditado pela Prefeitura do Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira(27), local onde ocorreu o incêndio que matou dez jovens jogadores das categorias de base do clube e deixou três feridos no último dia 8 de fevereiro.

No último dia 15, a Prefeitura também havia determinado que o Flamengo fechasse todo o CT, cumprindo uma ordem que é de 2017. O clube, contudo, não acatou a determinação há dois anos e também não há duas semanas, apesar da tragédia.

A operação envolve fiscais das secretarias de Fazenda e da Ordem Pública e é acompanhada pelo Ministério Público do Rio. A Guarda Municipal deve seguir cercando o CT para evitar que ele seja reaberto, enquanto o Flamengo não regulariza a situação.

Foto: Ivan Raupp

Fonte: ESPN