ATENÇÃO! Cinzas do Vulcão Ubinas sobre SP, PR e RJ!

MAIS NOTÍCIAS

Vulcão Ubinas, no Peru, registra maior explosão em 300 anos. Texto de Everton S. Gonçalves  Pluma de cinzas vulcânicas chegam sobre o centro sul do Brasil nessa manhã de sábado, originada da erupção do vulcão Ubinas no Peru.



Mais cedo estavam concentradas sobre PR e SP. Agora estão concentradas entre SP e RJ, avançando para o mar.  Como estão em altitudes bem elevadas, vai ser pouco sentido pela população. 
No máximo, o céu vai ficar cinzento durante o dia e o pôr do sol pode ser diferenciado, na luminosidade e cores, principalmente mais avermelhado e rosado.
Em 2015 as cinzas do Vulcão Cabulco, no Chile, chegaram ao Sudeste do Brasil. As imagens abaixo mostram o efeito óptico atmosférico causados pelas cinzas ao Pôr do Sol.



Mas vale destacar que cinzas vulcânicas são um grande risco para a aviação. Queromos acreditar que nossas autoridades estejam monitorando essa situação.




Com informações de Everton S. Gonçalves 
Em atualização...
Fique ligado! Acompanhe nosso SITE! Monitore…

Terremoto de 7.5 sacode o Equador! 3 feridos registrados até o momento.



Terremoto de magnitude 7,5 abalou o leste do Equador nesta sexta-feira


O Instituto Geofísico do Equador registrou tremores pouco depois das 17h15 (11h15 na Espanha peninsular) e localizou o epicentro do terremoto a 122 quilômetros da cidade de Macas, capital da província de Morona, Santiago. uma profundidade de 107 quilômetros. 
Não houve vítimas ou danos materiais significativos, segundo a Secretaria Nacional de Gestão de Riscos.

Em sua segunda declaração da manhã, onde é feita uma primeira avaliação das consequências dos terremotos, ele menciona apenas 3 feridos, sem especificar sua gravidade.
Além disso, dois hospitais e dois centros de coordenação de emergência (ECU911) foram evacuados. O mesmo relatório indica que o primeiro choque foi sentido "fortemente" em 15 das 24 províncias do país.

Em relação aos danos materiais, apenas interrupções no serviço elétrico foram relatadas em vários locais, a explosão de vidro em um shopping center e a afetação ao solo em um terceiro hospital.


Após alguns minutos do primeiro tremor, dois outros menores se seguiram. Um no mesmo local, a uma profundidade maior (143 quilômetros) e outro em Guayaquil, a principal cidade da zona costeira equatoriana e a segunda mais populosa do país. Em ambos os casos, o movimento reduziu sua magnitude para 6 na escala Richter. Em nenhum deles, como Moreno disse nas redes sociais, houve danos.

Há quase três anos, em 16 de abril de 2016, o Equador sofreu um forte terremoto de 7,8 graus na escala Richter, que deixou 673 mortos, sendo 23 estrangeiros e mais de 6.200 feridos. Em termos econômicos, o presidente da época, Rafael Correa, estimou que a reconstrução custaria mais de 3.000 milhões de dólares (pouco mais de 2.600 milhões de euros). As áreas afetadas, principalmente na costa norte do país, ainda estão se recuperando.