RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

A Ilha Rodrigues registra danos ​​com a proximidade do Ciclone Tropical "Joaninha", sustentado por ventos de até 369 km/h.

MAIS NOTÍCIAS

O centro do ciclone tropical "Joaninha" passou muito perto da Ilha Rodrigues, sudoeste do Oceano Índico, em 26 e 27 de março de 2019, produzindo fortes ventos do sul, chuvas fortes e grandes ondas. Esta é a 13ª tempestade nomeada e o 9º ciclone tropical intenso da temporada de ciclones tropicais, recorde de 2018/19 do sudoeste do Oceano Índico.

 Ilha Rodrigues circulada em vermelho

Em 26 de março, o centro de Joaninha estava a 159 km de Port Mathurin, Maurício. O sistema tinha ventos máximos sustentados perto de 213 km/h e estava se movendo a 15 km/h por uma área de águas mornas que continuaram a abastecer o ciclone.
O mais próximo que passou da ilha foi a apenas 80 km, trazendo ventos destrutivos prolongados e chuvas fortes.
Port Mathurin teve rajadas de vento mais de 100 km/h por mais de 33 horas, com a maior rajada de 161 km/h.
De acordo com relatos da mídia, 408 pessoas foram registradas em abrigos, enquanto ventos fortes cortaram a eletricidade em toda a ilha e tornaram as estradas intransitáveis.
A ilha recebeu mais de 200 mm de chuva, mais é esperado até 28 de março.
Às 11h, os ventos máximos sustentados do ciclone tropical Joaninha estavam perto de 203,72 km/h (204 mph). Joaninha estava se movendo para o leste e está previsto para virar em direção mais ao sul e começar a enfraquecer.

Em 27 de março de 2019, o instrumento MODIS, a bordo do satélite Aqua da NASA, forneceu uma imagem visível do ciclone tropical Joaninha se movendo pelo centro do Oceano Índico meridional. Joaninha manteve um olho de 15 milhas náuticas de largura. Crédito: Visão Mundial da NASA, Worldview, Earth Observing System Data and Information System (EOSDIS)

Um aviso de Onda Alta permanece em vigor para Rodrigues até as 10h da manhã de sexta-feira, 29 de março. O aviso do MMS observou que “O ciclone tropical intenso Joaninha está gerando ondas pesadas na ordem de 5 metros que influenciam o estado do mar ao redor. Também o surto de tempestade causará um aumento no nível da água do mar de cerca de 1,0 metro acima das marés normais, o que resultará na inundação de áreas costeiras de baixa altitude, particularmente no leste, sul e sudoeste.”

Joaninha está prevista a transição para um ciclone subtropical nos próximos dias.


Fontes: NASA / NASA’s Goddard Space Flight Center / Watchers