Nasa registra terremoto, um "Marsquake", em Marte, pela primeira vez.

MAIS NOTÍCIAS

O módulo Mars InSight da NASA mediu e registrou pela primeira vez um provável "marsquake". O fraco sinal sísmico, detectado pelo instrumento Sísmico de Experimentação para Estrutura Interior (SEIS), foi registrado em 6 de abril, o dia marciano de 128º, ou sol. Este é o primeiro tremor registrado que parece ter vindo de dentro do planeta, em oposição a ser causado por forças acima da superfície, como o vento.  Os cientistas ainda estão examinando os dados para determinar a causa exata do sinal.


Primeiro Provável Marsquake Ouvido pela InSight da NASA: Este vídeo e áudio ilustram um evento sísmico detectado pelo InSight da NASA em 6 de abril de 2019, o 128º dia marciano da missão.  "As primeiras leituras da InSight continuam a ciência que começou com as missões Apollo da NASA", disse Bruce Banerdt, do Investigador Principal da InSight, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL), em Pasadena, Califórnia. "Nós estamos coletando ruído de fundo até …

Alerta máximo na Holanda para terrorismo após homem fazer disparos em bonde deixando 3 pessoas mortas e 9 feridos.

MAIS NOTÍCIAS

Atualizações:
  • O chefe de polícia de Utrecht confirmou que o suspeito foi preso.
  • A polícia holandesa emitiu uma correção, nomeando o suspeito como "Gokmen Tanis".
  • O prefeito de Utrecht disse que 3 pessoas foram mortas e outras 5 ficaram feridas no tiroteio.
  • A polícia reporta disparos de armas em vários locais da cidade holandesa após "terrorista" abrir fogo contra passageiros de bonde.


________________________
Pelo menos 3 pessoas morreram e várias outras ficaram feridas depois que um homem disparou em um bonde na cidade holandesa de Utrecht. O criminoso fugiu em em carro.  A polícia da Holanda confirmou que estava investigando um "possível motivo terrorista".

Foto: India Today

O porta-voz da polícia, Bernhard Jens, disse que não pode descartar a possibilidade de que mais pessoas estejam envolvidas e que uma busca esteja em andamento.
Agentes antiterrorismo fortemente armados foram vistos se reunindo em frente a um prédio de apartamentos perto da parada de bonde onde ocorreu o tiroteio.
Pieter-Jaap Aalbersberg, chefe da agência antiterrorista holandesa, disse que os disparos aconteceram "em vários locais" sem dar mais detalhes.

A polícia militar holandesa foi colocada em "alerta máximo" nos aeroportos e "edifícios vitais", com oficiais fortemente armados destacados para prédios do governo em Haia.
A polícia alemã também aumentou a vigilância na fronteira do país com a Holanda, com policiais encarregados de monitorar não apenas as principais rodovias, mas também pequenas travessias e rotas ferroviárias.

Mark Rutte, o primeiro-ministro holandês, disse estar "profundamente preocupado" com o incidente e que o governo realizará conversações de crise.
Escolas da cidade foram instruídas a manter suas portas fechadas, com a ameaça terrorista na província mais ampla de Utrecht subindo para seu nível mais alto.
Policiais, paramédicos e três ambulâncias aéreas estavam rapidamente no local do tiroteio às 10h45 da segunda-feira.

Foto: ROBIN CAN LONKHUIJSEN/AFP

A emissora local RTV Utrecht citou uma testemunha ocular dizendo que ele havia visto uma mulher deitada no chão.
Uma foto mostrava um corpo coberto por um lençol branco perto do bonde onde ocorreu o tiroteio.
Uma mulher foi baleada no peito, segundo relatos. Não ficou claro de imediato quantos outros ficaram feridos ou a extensão dos ferimentos.
Jan van Zanen, o prefeito de Utrecht, descreveu o tiroteio como um "incidente horrível e radical em que as vítimas caíram".
Ele acrescentou: "A polícia e o promotor público estão atualmente procurando a pessoa ou pessoas responsáveis por este incidente.

Utrecht, a quarta maior cidade da Holanda, tem uma grande população estudantil com a maior universidade do país e fica a cerca de 20 minutos ao sul de Amsterdã de trem. Os assassinatos de armas são raros na cidade, como em outros lugares da Holanda.
O incidente ocorre depois que um atirador solitário matou 50 pessoas em tiroteios em massa em duas mesquitas da cidade de Christchurch, Nova Zelândia, na última sexta-feira.

Fonte: Independent Co Uk / Polícia de Utrecht