EBOLA - 1.400 pessoas morreram até agora no segundo maior surto da história, mas segundo a OMS, ainda não é uma emergência internacional.

MAIS NOTÍCIAS

A epidemia do vírus Ebola na África Ocidental foi o surto mais disseminado da doença na história, matando mais de 11.000 pessoas e se espalhando para dez países, incluindo Libéria, Serra Leoa, Espanha e Estados Unidos.

Em 14 de junho, a Organização Mundial de Saúde divulgou uma declaração que outro surto de Ebola na República Democrática do Congo e em Uganda é uma emergência de saúde na região, mas não atende aos critérios de uma emergência internacional. A ONU também declarou que o surto ainda não é uma emergência global, mas é "um evento extraordinário" de profunda preocupação.
No entanto, as autoridades estão preocupadas com a disseminação da doença e com o fato de não haver dinheiro suficiente para combatê-la.

"O Comitê está profundamente decepcionado com o fato de a OMS e os países afetados não terem recebido o financiamento e os recursos necessários para este surto", diz a declaração da OMS. "A comunidade internacional deve aumentar o finan…

AUSTRÁLIA - Ciclones "gêmeos" podem se tornar um sistema grande e destrutivo, com ventos de até 260 km/h.

MAIS NOTÍCIAS

O ciclone Trevor está a caminho do Território do Norte, espera-se que se intensifique rapidamente para um ciclone de categoria 3 nas próximas seis a 12 horas e é provável que atravesse a costa do Território do Norte no sábado como um ciclone tropical de categoria 4.
A previsão é de que o olho da tempestade tenha cerca de 30 km de largura, o mesmo tamanho de todo o ciclone Marcus que atingiu Darwin há um ano.

Ciclone Tropical Veronica e Trevor às 00:40 UTC em 20 de março de 2019. Crédito: JMA/Himawari-8, RAMMB/CIRA

Mas não está sozinho. O ciclone Veronica, que deve se aproximar da costa de Pilbara, na Austrália Ocidental, neste fim de semana, intensificou-se de categoria 1 a 4 durante a noite.
Espera-se que se intensifique ainda mais durante a noite e possa atingir uma categoria 5 até sexta-feira.

O Bureau of Meteorology alertou que o ciclone teria um impacto severo.
Companhias locais e Airnorth evacuaram cerca de 220 dos 1.600 moradores da ilha ontem, e que a ADF aumentaria esses esforços hoje.
Acredita-se que cerca de 15.000 pessoas estão na área de maior risco, de Groote Eylandt a Borroloola.


Os serviços de emergência estão garantindo que os moradores mais vulneráveis ​​sejam evacuados, enquanto aqueles que têm meios estão autorizados a sair.
Moradores da costa de Pilbara estão sendo avisados ​​de que poderão enfrentar rajadas de ventos superiores a 165 km/h, quando o ciclone Veronica chegar à costa.

A polícia, o pessoal dos Serviços de Emergência e as autoridades locais alertaram os moradores locais para não se aventurarem para fora se você se encontrar no olho do ciclone, dizendo que "ventos destrutivos de uma direção diferente poderiam recomeçar a qualquer momento".


A meteorologista do Departamento de Meteorologia, Lauren Pattie, disse que o ciclone Trevor deve avançar para o Território do Norte no sábado e domingo.
Muitas estradas e escolas estão fechadas sobre e os moradores são lembrados de não arriscar dirigir em estradas inundadas e ter cuidado com a vida selvagem.

TRILHA DA DESTRUIÇÃO
Trevor arrancou árvores, fechou escolas e estradas e causou quedas de energia com rajadas severas e chuvas fortes desde que atingiu o norte de Queensland.
A comunidade de Aurukun deve estar se limpando na quinta-feira, depois de se esconder na quarta-feira enquanto Trevor passou a caminho do Golfo de Carpentaria.


Trevor começou a rasgar a região na noite de terça-feira como uma tempestade de categoria três, jogando 300mm de chuva e registrando rajadas de vento de mais de 133km/h. Deixou Queensland como categoria um, mas parece provável que volte a subir para a categoria 4 sobre o golfo no fim de semana.





Fontes: News.com.au / Watchers / Twitter