RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

Ataques contra cristãos e judeus cresceram 74% na França em 2019, a mídia e governo Macron ignoram.

MAIS NOTÍCIAS

Além da mídia, o próprio governo Macron ignora esses ataques contra a fé cristã e judaica, enquanto oferece uma superproteção a "religião da paz".

Relatório observa que o pior mês para as igrejas cristãs na França foi em fevereiro de 2019. Além de um aumento de 74% de ataques antissemitas em 2018, enquanto os ataques contra muçulmanos teve a sua maior queda desde 2010
De acordo com o observatório francês contra a cristofobia, fevereiro de 2019 foi o pior mês para as igrejas cristãs da França desde 2015.
Criptas, cruz no topo de montanhas, Igrejas e outros símbolos cristão foram danificados, estatuas da virgem Maria e de Jesus foram ultrajadas, decapitadas ou destruídas. De fevereiro de 2017 a 2018, os ataques contra símbolos cristãos tiveram um aumento de 25% de acordo com o observatório.

O incêndio na Igreja de São Sulpício, em que as investigações indicam que foi um ato deliberado e planejado, foi totalmente ignorado nas manchetes do mundo afora.

Além disso, um aumento impressionante de 74% de ataques antissemitas em 2018 em relação ao mesmo período de 2017. Esses ataques não incluem somente um simples pichação contra judeus, mas abarca violência, ameaças e assassinatos. Só em 2015, mais de 8.000 judeus deixaram a França.

Esta imagem é do L’Observatoire de la Christianophobie. Mostra os casos de cristofobia ocorridos na França desde dez/2016 até dez/2018. Os ataques são classificados entre incêndios criminosos, atentados, vandalismo, roubos, sequestro e assassinatos/agressão.

A mídia não se preocupa muito com esses “detalhes”, o próprio incêndio na Igreja de São Sulpício, em que as investigações indicam que foi um ato deliberado e planejado, foi totalmente ignorado nas manchetes do mundo afora.

Além da mídia, o próprio governo Macron ignora esses ataques contra a fé cristã e judaica, enquanto oferece uma superproteção a religião da paz. Assista o relatório no vídeo abaixo.

Para saber mais sobre o estado atual da França, não deixe de assistir este episódio do Paul Joseph Watson sobre o momento atual que a França está vivendo.

Sensoincomum