EBOLA - 1.400 pessoas morreram até agora no segundo maior surto da história, mas segundo a OMS, ainda não é uma emergência internacional.

MAIS NOTÍCIAS

A epidemia do vírus Ebola na África Ocidental foi o surto mais disseminado da doença na história, matando mais de 11.000 pessoas e se espalhando para dez países, incluindo Libéria, Serra Leoa, Espanha e Estados Unidos.

Em 14 de junho, a Organização Mundial de Saúde divulgou uma declaração que outro surto de Ebola na República Democrática do Congo e em Uganda é uma emergência de saúde na região, mas não atende aos critérios de uma emergência internacional. A ONU também declarou que o surto ainda não é uma emergência global, mas é "um evento extraordinário" de profunda preocupação.
No entanto, as autoridades estão preocupadas com a disseminação da doença e com o fato de não haver dinheiro suficiente para combatê-la.

"O Comitê está profundamente decepcionado com o fato de a OMS e os países afetados não terem recebido o financiamento e os recursos necessários para este surto", diz a declaração da OMS. "A comunidade internacional deve aumentar o finan…

Emergência nacional declarada por incêndios florestais na Coréia do Sul. Uma pessoa morta e 300 casas destruídas.

MAIS NOTÍCIAS

Uma emergência nacional foi declarada depois que uma série de incêndios florestais na província de Gangwon, na Coréia do Sul destruiu 300 casas, armazéns e outros prédios, e deixou pelo menos 1 pessoa morta desde que começou no dia 4 de abril de 2019.

kpopceleb

O incêndio principal foram trazidos sob controle hoje, mas outros incêndios ainda estão queimando.
O incêndio foi provavelmente iniciado por uma faísca do transformador perto da cidade de Goseong em torno de 19:17  e ajudado por fortes ventos rapidamente se espalhou para as montanhas próximas.

(Yonhap)

O capitão do corpo de bombeiros de Gangwon, Choi Jin-ho, disse que cerca de 2.300 pessoas em Goseong e quase 1 250 em Sokchjo foram evacuadas, acrescentando que 2 pessoas perderam a vida - um homem de 60 anos e uma mulher de 70 anos. Mais tarde foi confirmado que a mulher não cedeu ao fogo. Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas.


O fogo também se espalhou para Ganeuing e Donghae, causando o desligamento temporário de uma rodovia e atrasos nos serviços de trens.


Autoridades disseram que cerca de 2.540 ha (6 274 acres) da floresta queimaram, além de 300 casas, armazéns e outras estruturas.
Autoridades mobilizaram 5 600 bombeiros, 872 carros de bombeiros e cerca de 20 helicópteros de combate a incêndios. Além disso, cerca de 16 500 soldados, 32 helicópteros militares e 26 caminhões militares foram mobilizados.

(Yonhap)

Foi a maior força já implantada em Gangwon-do para o trabalho de combate a incêndios e resgate.
"É extremamente raro que caminhões de bombeiros sejam despachados em escala nacional", disse um funcionário da Agência Nacional de Bombeiros.
"Felizmente, o fogo principal foi controlado", disse o governador provincial Choi Moon em uma entrevista à rádio YTN, mas acrescentou que outros ainda estão em chamas.

A extensão dos danos e baixas deve crescer ao longo do dia.
Este é um dos maiores incêndios florestais que o país já viu.