ATENÇÃO! Cinzas do Vulcão Ubinas sobre SP, PR e RJ!

MAIS NOTÍCIAS

Vulcão Ubinas, no Peru, registra maior explosão em 300 anos. Texto de Everton S. Gonçalves  Pluma de cinzas vulcânicas chegam sobre o centro sul do Brasil nessa manhã de sábado, originada da erupção do vulcão Ubinas no Peru.



Mais cedo estavam concentradas sobre PR e SP. Agora estão concentradas entre SP e RJ, avançando para o mar.  Como estão em altitudes bem elevadas, vai ser pouco sentido pela população. 
No máximo, o céu vai ficar cinzento durante o dia e o pôr do sol pode ser diferenciado, na luminosidade e cores, principalmente mais avermelhado e rosado.
Em 2015 as cinzas do Vulcão Cabulco, no Chile, chegaram ao Sudeste do Brasil. As imagens abaixo mostram o efeito óptico atmosférico causados pelas cinzas ao Pôr do Sol.



Mas vale destacar que cinzas vulcânicas são um grande risco para a aviação. Queromos acreditar que nossas autoridades estejam monitorando essa situação.




Com informações de Everton S. Gonçalves 
Em atualização...
Fique ligado! Acompanhe nosso SITE! Monitore…

MOÇAMBIQUE - Mais de 35.000 casas destruídas pelo Ciclone "Kenneth".

MAIS NOTÍCIAS

Outro grande desastre natural afetou Moçambique apenas 6 semanas depois do devastador Ciclone Tropical "Idai" ter deixado mais de 600 mortos.

Simon Allison

Mais de 35 mil casas foram parcial ou totalmente destruídas ao serem atingidas pelo Ciclone Tropical "Kenneth" categoria 4.
Mais de 160.000 foram afetados, muitos dos quais estão agora expostos e com fome.
Autoridades do governo disseram que agentes humanitários tentaram chegar a áreas duramente atingidas fora de Pemba, mas foram forçados a recuar depois que os rios transbordaram, inundando as casas até seus telhados.

Helicópteros não podem voar e vários voos foram cancelados, impedindo que trabalhadores humanitários e ajuda sejam entregues por via aérea, informou a Associated Press.
A organização Save the Children disse que a devastação total está afetando um trecho de 60 quilômetros de costa e ilhas próximas.
Foi relatado anteriormente que cerca de 90% das casas na ilha turística de Ibo foram destruídas.
Pelo menos 5 pessoas foram mortas em Moçambique e 3 em Comores.

VOA News
euronews.com

"O desastre acontece apenas seis semanas depois que o Ciclone Idai devastou o centro de Moçambique, matando mais de 600 pessoas, desencadeando uma epidemia de cólera, destruindo plantações no celeiro do país, forçando um milhão de pessoas a depender da assistência alimentar para sobreviver e causando destruição maciça de casas, escolas e infra-estrutura em um dos países mais pobres do mundo ", disse o chefe humanitário da ONU, Mark Lowcock.



Watchers