RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

Número de mortos chega a 45 em Shiraz. Inundações sem precedentes continuam, com até 70% da média anual de chuvas em apenas um dia no Irã.

MAIS NOTÍCIAS

Inundações sem precedentes atingem o Irã, até 70% da média anual de chuvas em apenas um dia.


Chuvas fortes e inundações continuam por todo o Irã, com 25 de suas 31 províncias afetadas desde 19 de março de 2019. As províncias mais atingidas nos últimos dias são Golestan no norte, Fars no sul e Lorestan no oeste. Em 2 de abril, o número de mortos chega a 45, com 19 na cidade de Shiraz. Dezenas de milhares de pessoas foram deslocadas.


As autoridades dizem que estão lidando com inundações extremas e chuvas fortes, que às vezes equivalem a mais da metade da média anual dentro de 24 horas.

Foto Agência Tasnim/via Reuters

A província de Golestan, por exemplo, recebeu 70% de sua precipitação anual em apenas um dia. Isto é sem precedentes nos últimos 300 anos, disse a IFRC.



As autoridades pediram aos militares para ajudarem nos esforços de resgate, incluindo helicópteros e veículos anfíbios, enquanto dezenas de milhares de pessoas evacuavam suas casas no oeste e no sudoeste do Irã.

Novos alertas de emergência foram emitidos na segunda-feira, 1 de abril, com o oeste do país esperado para ser afetado por novas inundações.



Um estado de emergência foi declarado em várias cidades da província de Lorestan, forçando milhares a deixar suas casas depois que os níveis dos três principais rios subiram drasticamente, provocando inundações repentinas.

O comandante das Forças Terrestres do Exército iraniano disse na terça-feira, 2 de abril, que 10 helicópteros já haviam chegado às áreas inundadas de Lorestan para realizar operações de resgate e socorro, e mais dois se juntariam à frota no final do dia.
Muitos dos esforços de resgate foram centralizados na cidade de Pol-e Dokhtar, onde centenas de pessoas ficaram presas em áreas cortadas por violentas torrentes de água.




Fonte: Watchers