EBOLA - 1.400 pessoas morreram até agora no segundo maior surto da história, mas segundo a OMS, ainda não é uma emergência internacional.

MAIS NOTÍCIAS

A epidemia do vírus Ebola na África Ocidental foi o surto mais disseminado da doença na história, matando mais de 11.000 pessoas e se espalhando para dez países, incluindo Libéria, Serra Leoa, Espanha e Estados Unidos.

Em 14 de junho, a Organização Mundial de Saúde divulgou uma declaração que outro surto de Ebola na República Democrática do Congo e em Uganda é uma emergência de saúde na região, mas não atende aos critérios de uma emergência internacional. A ONU também declarou que o surto ainda não é uma emergência global, mas é "um evento extraordinário" de profunda preocupação.
No entanto, as autoridades estão preocupadas com a disseminação da doença e com o fato de não haver dinheiro suficiente para combatê-la.

"O Comitê está profundamente decepcionado com o fato de a OMS e os países afetados não terem recebido o financiamento e os recursos necessários para este surto", diz a declaração da OMS. "A comunidade internacional deve aumentar o finan…

Relâmpagos mataram quatro pessoas em Nashik, no oeste da Índia.

MAIS NOTÍCIAS

Pelo menos quatro pessoas foram mortas em dois incidentes separados após serem atingidas por raios produzidos por uma forte tempestade na antiga  Cidade Sagrada de Nashik, Maharashtra, no oeste da Índia.

Foto ilustrativa - Meire Ruiz

O Departamento Meteorológico Indiano (IMD) disse que partes do norte e do oeste do estado testemunharam chuvas fora de época nos dias 14 e 15 de abril, produzidas pela circulação ciclônica no oeste de Rajasthan, de onde uma depressão se estende para o sul de Madhya Maharashtra, na região de Gujarat.

“Desde os últimos dias, haviam indicações de atividades meteorológicas de chuva sobre Maharashtra. Embora houvesse chuveiros leves nos subúrbios ocidentais de Mumbai, outras partes de Maharashtra, como Dhule, Nandurbar, Satara e Sangli, também testemunharam chuvas fora de época acompanhadas de ventos tempestuosos e relâmpagos ”, disse um funcionário do IMD.

O primeiro incidente de raio ocorreu durante um jogo de cricket na noite de domingo, 14 de abril.
De repente, começou a chover forte e as crianças começaram a correr para se proteger. No entanto, três deles se abrigaram debaixo de uma árvore próxima quando um raio atingiu o local, segundo a Uniindia.
O segundo incidente ocorreu em Chandwad taluka no domingo à noite, matando uma mulher de 40 anos.

Autoridades disseram que a tempestade arrancou árvores e danificou plantações de manga e cebola.

Watchers