TERREMOTO - Goiás foi atingido por dois terremotos em menos de uma hora.

MAIS NOTÍCIAS

O Observatório Sismológico da UnB registrou dois terremotos de magnitudes 3.5 e 3.0 na cidade de em Aruanã, no interior de Goiás. Não houve registro de danos.


Fique ligado! Acompanhe nosso SITE! Monitore as tempestades AQUI Monitore o SolAQUI
MAIS NOTÍCIAS

BOLÍVIA - Um terrível deslizamento de terra destruiu dezenas de casas em La Paz.

MAIS NOTÍCIAS
Um terrível deslizamento de terra, causado pela chuva e infiltração de água, destruiu cerca de 45 casas em um bairro na encosta da cidade de La Paz, na Bolívia.

La Nueva Radio Ya


Imagens impressionantes foram disseminadas nas redes sociais. Alguns vídeos mostraram colapsos de casas; em outros, é visto como o deslizamento de terra, cheio de lixo, runa e lama, atingiu a importante avenida de Kantutani, uma das estradas que liga o centro com a zona sul de La Paz e cuja reabilitação durará cerca de três dias.



"Temos um número aproximado de 45 casas e 63 famílias que foram afetadas", incluindo um prédio de quatro andares, disse o prefeito, em entrevista coletiva, que considerou o movimento terrestre como "tremendo".


No entanto, as fatalidades foram evitadas porque a maioria das casas havia sido evacuadas preventivamente.

La Nueva Radio Ya

Revilla advertiu que as casas foram construídas precária e ilegalmente em um antigo aterro de Sopocachi, onde o lixo da cidade foi lançado entre 30 e 40 anos atrás, portanto os donos das casas não podem possuir a terra.


 
Revilla acrescentou que "devido à intensa chuva ao meio-dia na cidade, houve uma forte infiltração de água nas rachaduras do deslizamento de terra iniciado no (bairro de) San Jorge-Kantutani".

La Nueva Radio Ya

Uma linha de teleférico ligando as cidades de La Paz e El adjacente (segunda cidade mais populosa da Bolívia) que atravessa a área afetada, suspendeu temporariamente o serviço por segurança.


O presidente da Bolívia, Evo Morales, expressou através do Twitter sua solidariedade às famílias afetadas e instruiu o Ministério da Defesa "e todas as autoridades relevantes" a prestarem toda a assistência necessária.


lavanguardia