RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

SOL - Erupção Solar causou apagão de sinais de rádio sobre a Ásia e o Oceano Índico.

MAIS NOTÍCIAS

A radiação do clarão ionizou brevemente o topo da atmosfera do nosso planeta, produzindo um apagão de sinais de rádio de ondas curtas sobre a Ásia e o Oceano Índico.



A grande mancha solar AR2740 está se voltando para a Terra e estalando com explosões solares. O mais intenso até agora registrado M1 na Richter Scale of Solar Flares. O Solar Dynamics Observatory da NASA registrou o ultravioleta extremo em 6 de maio:

NASA's Solar Dynamics Observatory

OUTRA GRANDE MANCHA SOLAR APARECE: 
A grande mancha solar (AR2740) já girando em direção à Terra e outra grande mancha solar (AR2741) está emergindo agora sobre o limbo oriental do sol. 
Astrônomos amadores com telescópios solares seguros, são encorajados a apontar sua ótica filtrada para monitorar os desenvolvimentos. (MONITORE O SOL AQUI )


A radiação do clarão ionizou brevemente o topo da atmosfera do nosso planeta, produzindo um apagão de sinais de rádio de ondas curtas sobre a Ásia e o Oceano Índico. 

As frequências afetadas foram principalmente abaixo de 20 MHz. 
Navios no mar e radioamadores podem ter notado a perturbação na segunda-feira, 6 de maio, por volta das 05:10 UT.



Esta mancha solar é grande (especialmente considerando que estamos em um mínimo solar profundo). É duas vezes mais largo que a Terra, tornando-se um alvo fácil para telescópios solares de quintal. .
De fato, esta é a segunda vez que o AR2740 circula o sol. Nós o vimos pela primeira vez em abril, quando ele bombardeou a Terra com explosões altas de rádio de ondas curtas, ESCUTE AQUI!

Agora está de volta, ainda grande e intacta, seguindo uma viagem de duas semanas ao redor do sol.


MONITORE O SOL AQUI

spaceweather