TERREMOTO - Goiás foi atingido por dois terremotos em menos de uma hora.

MAIS NOTÍCIAS

O Observatório Sismológico da UnB registrou dois terremotos de magnitudes 3.5 e 3.0 na cidade de em Aruanã, no interior de Goiás. Não houve registro de danos.


Fique ligado! Acompanhe nosso SITE! Monitore as tempestades AQUI Monitore o SolAQUI
MAIS NOTÍCIAS

Vulcão Submarino nasce ao leste de Mayotte, terrítório Francês. Riscos de tsunamis estão sendo analisados.

MAIS NOTÍCIAS

Tentativas de entender a razão por trás da intensa crise sísmica que afeta Mayotte desde maio de 2018, finalmente resultaram em uma resposta sólida: a descoberta do vulcão submarino recém-formado.

Imagem meramente ilustrativa

O vulcão está localizado a 50 quilômetros a leste da ilha Petite-Terre, a uma profundidade de 3.500m.
O tamanho atual do vulcão é estimado em 800 m (2 624 pés), com uma base de 4 a 5 km (2,5 - 3,1 milhas) de diâmetro.
Fluidos vulcânicos foram detectados a uma altura de cerca de 2 km (1,2 milhas) acima do vulcão.
As emanações de gases relatadas ao longo da costa de Petite-Terre são um sinal comum encontrado neste tipo de atividade vulcânica e serão objeto de estudos específicos.

"Eu havia percebido logo no início, postei algumas vezes, não está normal. (aposto num vulcão subterrâneo).
Site oficial do Governo:
Enxame de terremotos em Mayote:
Uma atividade sísmica prolongada está em andamento em Mayotte desde 10 de maio de 2018. 
Um total de 23 terremotos, com magnitudes entre 3,4 e 4,4, foram registrados em durante O FIM DE SEMANA.
Quatro terremotos com magnitude superior a 4,0 foram registrados nos dias 29 e 30 de junho.
A atividade sísmica permanece anormal e persiste, inclusive na faixa de magnitude de terremotos que podem ser sentidos em Mayotte. 
Apesar dos diferentes períodos de calmaria
observado por vários dias, o enxame ainda está em andamento."
.

A descoberta fornece uma melhor compreensão do intenso enxame de terremotos que abalou a região desde maio de 2018, disse a BRGM, acrescentando que o governo e a comunidade científica estão totalmente mobilizados para continuar analisando esse excepcional fenômeno geológico.
Autoridades disseram que sua próxima ordem de negócios é avaliar os riscos sísmicos, vulcânicos e de tsunamis e colocar medidas de antecipação apropriadas.

Esta região está passando por um intenso enxame de terremotos desde maio de 2018
O enxame começou às 05:14 UTC de 10 de maio de 2018 e aumentou cerca de 12:00 UTC com magnitudes próximas a 3,0. Magnitudes aumentaram ainda mais para 3.5 e 3.7 por 16:40 UTC.
O primeiro terremoto sentido pela população foi M4.5 às 23:19 UTC de 10 de maio, segundo o BRGM.


Esse enxame anormal de terremotos continuou pelos próximos dois meses, criando ansiedade e estresse entre os habitantes locais e forçando as autoridades a abrir uma unidade de apoio psicológico em 12 de junho.
Apesar de não ter havido feridos graves ou fatalidades, os moradores relataram danos menores aos edifícios, incluindo uma escola em Dembeni. Além disso, pelo menos 10 famílias foram evacuadas de residências danificadas e transferidas temporariamente.
Os bombeiros de Mayotte estão realizando simulações planejadas para simular o resgate de pessoas presas por um deslizamento de terra, e especialistas em emergência estão ensinando residentes da ilha a checar suas casas e empresas em busca de paredes rachadas ou outros sinais de estresse, informou o Africa Times em 30 de junho de 2018.


Um morador disse ao jornal que saiu de casa por causa de rachaduras nas paredes, junto com sua mãe de 80 anos que ficou agitada pelas centenas e centenas de tremores que são fortes o suficiente para serem sentidos. Muitas pessoas dormiram nas ruas quando o enxame começou, sem saber se o tremor se agravaria e colapsaria suas casas e as prenderia no interior.

Outros começaram a ter ataques de ansiedade, com cada terremoto seguido por dezenas de ligações para as autoridades regionais de saúde de Mayotte.

O chefe do Colégio Pamandzi disse em uma entrevista na televisão que alguns professores estão de licença médica porque não dormem à noite. Outros professores não planejam voltar a Mayotte após as férias escolares se a atividade sísmica continuar, disse ele.


Um sinal atípico de frequência muito baixa originado perto da ilha de Mayotte foi detectado por redes internacionais em todo o mundo pouco antes das 09:30 UTC em 11 de novembro de 2018. O sinal repetido em uma onda a cada 17 segundos, durando cerca de 20 minutos no total . Sinais desse tipo são característicos de fenômenos vulcânicos, dizem os cientistas da BRGM.

"O surgimento deste enxame de terremoto em maio de 2018 pegou cientistas de surpresa. O conhecimento geológico da zona de enxame é limitado, mas uma compreensão mais clara do fenômeno está emergindo à medida que as observações continuam. Diferentes hipóteses quanto às suas causas foram investigadas."

Além das medições sísmicas usadas para rastrear como este enxame está evoluindo, novos dados foram analisados ​​em outubro e novembro de 2018, especialmente aqueles sobre a deformação da superfície da ilha (medições GPS pela IGN). A equipe que trabalha no Laboratório de Geologia da École Normale Supérieure, em Paris, mostrou que a fase atual do enxame é explicada por um componente vulcânico.


Desde meados de julho [até novembro de 2018], as estações de GPS na ilha rastrearam deslizando mais de 61 mm (2,4 polegadas) para leste e 30 mm (1,2 polegadas) para o sul, de acordo com dados fornecidos pelo Institut National de L'information Géographique et Forestière.

Usando essas medidas, Pierre Briole, da École Normale Supérieure em Paris, estimou que um corpo de magma que mede cerca de 1,4 km3 está espremendo-se através do subsolo perto de Mayotte.
A última erupção vulcânica conhecida nesta área ocorreu em 2050 AC ± 500 anos.

Watchers
Fique ligado! Acompanhe nosso SITE!
Monitore o Sol AQUI