RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

EBOLA - 1.400 pessoas morreram até agora no segundo maior surto da história, mas segundo a OMS, ainda não é uma emergência internacional.

MAIS NOTÍCIAS

A epidemia do vírus Ebola na África Ocidental foi o surto mais disseminado da doença na história, matando mais de 11.000 pessoas e se espalhando para dez países, incluindo Libéria, Serra Leoa, Espanha e Estados Unidos.

digitalcongo

Em 14 de junho, a Organização Mundial de Saúde divulgou uma declaração que outro surto de Ebola na República Democrática do Congo e em Uganda é uma emergência de saúde na região, mas não atende aos critérios de uma emergência internacional. A ONU também declarou que o surto ainda não é uma emergência global, mas é "um evento extraordinário" de profunda preocupação.

No entanto, as autoridades estão preocupadas com a disseminação da doença e com o fato de não haver dinheiro suficiente para combatê-la.

.digitalcongo

"O Comitê está profundamente decepcionado com o fato de a OMS e os países afetados não terem recebido o financiamento e os recursos necessários para este surto", diz a declaração da OMS. "A comunidade internacional deve aumentar o financiamento e apoiar o fortalecimento da prontidão e resposta na RDC e nos países vizinhos."

Até agora, houve até 2.100 casos de Ebola neste recente surto e 1.400 pessoas morreram.
Jeremy Farrar, o diretor do Wellcome Trust, disse que foi "verdadeiramente assustador" e mostra "nenhum sinal de parar em breve".

businessinsider

"Se eu olhar para uma época semelhante na África Ocidental em 2014, os primeiros-ministros e presidentes estavam falando sobre o Ebola", disse ele, segundo a ScienceMag. "Francamente, isso não aconteceu neste surto".

Desde que o vírus se espalhou para Uganda, cerca de 4.700 profissionais de saúde em 165 centros de saúde e clínicas foram vacinados, de acordo com o Guardian.

"Agora há mais mortes do que qualquer outro surto de Ebola na história, além da epidemia da África Ocidental de 2013-16, e não há dúvida de que a situação está aumentando em direção a esses níveis terríveis", disse Farrar em um comunicado. "Precisamos urgentemente de uma mudança na resposta para ajudar a impedir que o Ebola se espalhe e salvar vidas".

businessinsider
Fique ligado! Acompanhe nosso SITE!
Monitore as tempestades AQUI
Monitore o Sol AQUI