RÚSSIA - Níveis de radiação aumentam 16 vezes após explosão de foguete com 5 mortes.

MAIS NOTÍCIAS

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.


A Rússia reconheceu neste sábado, após dois dias de silêncio, que a explosão ocorrida na última quinta-feira em uma base de lançamento de mísseis próxima do Ártico teve um caráter nuclear, com um saldo de cinco mortos.
Observem a onda de choque nos vídeos abaixo:

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Em comunicado, a agência nuclear russa, Rosatom, anunciou que cinco membros do seu quadro morreram na explosão e outras três pessoas sofreram queimaduras. Autoridades militares não informaram sobre a possível presença de combustível nuclear no acidente, que ocorreu na região d…

NASA: A rotação da Terra está diminuindo - podendo causar grandes terremotos.

MAIS NOTÍCIAS

A rotação da Terra está diminuindo à medida que a Lua se afasta do planeta - e os cientistas acreditam que isso poderia causar grandes terremotos.


A rotação da Terra está diminuindo à medida que nosso planeta usa energia para manter a protuberância da maré à frente da órbita da Lua. A gravidade da Lua mantém a rotação da Terra sob controle e, para fazer isso, a órbita do satélite lunar deve estar um pouco à frente da da Terra. Enquanto a Lua tenta regular a rotação da Terra e desacelerá-la, mas a Lua está se movendo lentamente para longe.

De acordo com Matthew Funke, embaixador do sistema solar para o Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, que escreveu no site QAA, Quora: “A gravidade da Lua cria uma protuberância de maré na Terra. Esta protuberância tenta girar na mesma velocidade que o resto do planeta.

“À medida que se move à frente da Lua, a Lua tenta puxá-la de volta. Isso diminui a rotação da Terra.

“Uma das regras do Universo é que o 'momento angular' não pode ir a lugar nenhum - mesmo que peças individuais acelerem, diminuam ou mudem de direção, a soma total do momento angular não pode mudar.
“A Terra perde o momento angular quando a Lua a retarda, então a Lua tem que ganhá-la - e o faz, movendo-se mais longe em sua órbita.
"A Lua está atualmente se afastando da Terra em cerca de uma polegada e meia por ano."
Isso poderia levar a grandes terremotos.


Um globo rodando mais devagar leva a terremotos mais fortes e frequentes - exatamente porque este é o caso não está claro, mas especialistas acreditam que isso pode estar relacionado a mudanças no núcleo da Terra que, em última instância, afetam a superfície.

Uma pesquisa de Roger Bilham, da Universidade do Colorado, em Boulder, e Rebecca Bendick, da Universidade de Montana, em Missoula, analisou os terremotos com magnitude superior a sete desde 1900.
A dupla encontrou cinco anos desde a virada do século 20, onde houve significativamente mais terremotos de magnitude 7,0 - todos anos foram que a velocidade de rotação da Terra diminuiu ligeiramente.

O Prof Bilham disse: “Nestes períodos, havia entre 25 a 30 intensos terremotos por ano.
“O resto do tempo, o número médio foi de cerca de 15 grandes terremotos por ano.
"A correlação entre a rotação da Terra e a atividade do terremoto é forte e sugere que haverá um aumento no número de terremotos intensos."


Fique ligado! Acompanhe nosso SITE!
Monitore as tempestades AQUI
Monitore o Sol AQUI