Cristão, Abiy Ahmed, ganha o Nobel da Paz por promover acordo de paz para Etiópia.

MAIS NOTÍCIAS

Abiy Ahmed Ali atuou para alcançar a paz no conflito entre a Etiópia e a Eritreia, país vizinho. Conteúdo: guiame O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed Ali, é o ganhador do Prêmio Nobel da Paz 2019. O nome do vencedor foi anunciado na manhã desta sexta-feira (11) pelo comitê do prêmio, na Noruega. Abiy é um cristão pentecostal evangélico da Igreja dos Crentes no Evangelho Pleno. O político superou outros favoritos para o prêmio deste ano, entre os quais o líder indígena brasileiro Raoni Metuktire e a ativista sueca Greta Thunberg. O Nobel da Paz conquistado por Abiy Ahmed foi por sua atuação para alcançar a paz no conflito entre Etiópia e a Eritreia, país vizinho. Os dois países travaram uma guerra de fronteira de 1998 a 2000. Eles restauraram as relações em julho de 2018, após anos de hostilidade.

"Quando Abiy Ahmed se tornou o primeiro-ministro em abril de 2018, ele deixou claro que desejava retomar o ritmo das negociações com a Eritreia. Em estreita cooperação…

O Super Tufão Hagibis pode ser uma das piores tempestades enfrentadas pelo Japão.

MAIS NOTÍCIAS

Se Hagibis atingir o Japão com a força de hoje, será o mais poderoso já registrado na região.
09/10/2019 - RAMMB

Imagem: David Rogers

O tufão mais poderoso deste ano, Hagibis, está avançando em direção ao Japão. De acordo com a Agência Meteorológica do Japão, ou JMA, é classificado como um tufão violento - a categoria mais alta na escala de tufões do Japão. (Na quinta-feira, sua pressão central: 915hPa, ventos sustentados: 198 km / h).
A JMA prevê que Hagibis pode enfraquecer um pouco quando se agitar sobre águas mais frias e que estará acima ou perto da área da Grande Tóquio no sábado à noite como um tufão muito forte - a segunda categoria mais alta. A área começará a ver ondas e chuvas se intensificando na sexta-feira.

Estatisticamente, o Japão é o terceiro país mais propenso a tufões da Ásia, com 11 tufões se aproximando e dois impactando diretamente a terra todos os anos. O Japão pode estar preparado para grandes tempestades, mas Hagibis ainda representa uma ameaça.

Então, por que o tufão Hagibis é tão especial? Aqui estão quatro razões pelas quais isso pode ter um impacto sério:

1. Tamanho
Hagibis tem uma grande extensão de nuvens. O diâmetro da área mais ventosa, com velocidades acima de 54 km / h, é de 1.400 km, quase a metade do comprimento do arquipélago japonês. Devido ao seu tamanho, as condições de tempestade começarão mais cedo, durarão mais e afetarão áreas mais amplas.

2. Força
Hagibis tem uma pressão central de 915hPa a partir de quinta-feira, tornando-o um dos sistemas tropicais mais intensos de 2019.
Quando se desenvolveu explosivamente perto das Ilhas Marianas do Norte, a pressão central despencou de 992hPa para 915hPa em 24 horas. Segundo o Digital Typhoon, esta é a nona intensificação mais rápida da história registrada.

MONITORAMENTO -  clique e veja o movimento do Tufão: https://earth.nullschool.net/#current/wind/surface/level/orthographic=138.78,31.21,997/loc=139.494,25.011

A JMA prevê que a pressão pode ser de 950 hPa quando se aproximar do Japão no sábado. Se Hagibis atingir esse território na área da Grande Tóquio com essa força, seria o mais poderoso já registrado a atingir a região.

3. Tempo
O que torna Hagibis ainda mais assustador é o momento de sua provável aterrissagem. O próximo fim de semana está próximo da lua cheia, o que significa que o nível do mar será mais alto do que o normal. A combinação da maré alta, ondas gigantes e tempestades pode trazer um risco significativo de inundações costeiras.

4. Localização
Hagibis pode ser um segundo golpe pesado para a área da Grande Tóquio dentro de um mês. No início de setembro, o tufão Faxai atingiu a região como a tempestade mais forte a fazê-lo. Trouxe rajadas de 207 km / h na província de Chiba. Pelo menos três pessoas foram mortas, centenas de milhares de famílias ficaram sem energia por mais de uma semana e várias casas perderam seus telhados. Ainda existem muitas casas cobertas por folhas de plástico e deslocados presos em abrigos.

NHK JP
Qualquer pessoa nas áreas afetadas deve ficar por dentro das informações mais recentes e se preparar para o pior.


Fonte: NHK JP
Fique ligado! Acompanhe nosso SITE!
Monitore as tempestades AQUI
Monitore o Sol AQUI